Simplesmente, não deixe

Eu sei que pessoas empáticas têm dificuldade em estabelecer limites, porque conseguem colocar-se facilmente no lugar do outro e, assim, compreender e perdoar de forma genuína.
 

  Mesmo sem entender direito os motivos que levaram alguém a agir de alguma forma, pode-se respeitar a liberdade daquela pessoa, aceitar e não julgar, mesmo que ela lhe tenha machucado. 

Isso é bonito, fato, mas pode não ser saudável: quando comportamentos indesejados não têm consequências, é bem provável que se repetirão. 

Como a mãe que precisa educar o filho, também é sua responsabilidades mostrar às pessoas que lhe rodeiam como devem lhe tratar: o que você gosta, o que aceita e o que não tolera. Se não o fizer, é muito possível que você sofrerá repetidos abusos. 

Da mesma forma que as crianças, as pessoas em geral testam até onde podem ir e, se não encontram limites, continuam no mesmo movimento - às vezes, sem nem saber que está doendo no outro; às vezes, até sabendo, mas que diferença faz se nada vai mudar, não é mesmo? 

É inevitável que você será machucada. Apenas não deixe que as pessoas continuem fazendo isso repetidamente. Simplesmente, não deixe. Sei que pode ser difícil, mas existe uma dica de ouro: compartilhe os fatos com detalhes com amigos que lhe amam e que você considera ter bom senso. Ouça suas opiniões. Siga seus conselhos sobre como agir com aquela pessoa dali para frente. 

Não estou falando de vingança nem de qualquer tipo de retaliação - até porque isso lhe manteria conectada à situação que lhe gerou sofrimento e a ferida continuaria sendo remexida. Estou falando de proteção, de autopreservação. 

Em algumas situações, basta expressar ao outro como se sentiu e deixar de ser tão amável. Em outras, pode ser necessário parar de ter contato por um tempo - o que pode se prolongar para a vida inteira, mas só ele mesmo, o tempo, dirá. 

Você não deixará de ser uma pessoa boa por causa disso. Pelo contrário, provará que pode ser muito boa e generosa consigo mesma. Se não for capaz de fazer isso, sinto dizer que provavelmente ninguém mais será. 

Trate-se como você gostaria de ser tratada. Trate-se como você trataria os outros. Defenda-se como faria com alguém que você ama e estivesse sendo atacado. Não existe desculpa para não fazê-lo. Não deixe que passem por cima de você. Não custa repetir: simplesmente, não deixe. 

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Próximo
« Anterior

Comentários dos leitores e leitoras são muito bem-vindos, pois enriquecem o blog com diferentes pontos de vista e relatos de experiências.
Mas estejam atentos às regras básicas de ética e boa convivência. Comentários em desacordo com elas ou que fujam ao tema do post poderão não ser aceitos. EmoticonEmoticon