Dicas de viagem: um dia de fé em Aparecida - SP

Reservamos um dia de nossa viagem de lua-de-mel a Campos do Jordão para conhecer Aparecida. Como não casamos no religioso (eu sou espírita e ele hindu), foi como a benção do matrimônio.


 

Embora pareça evidente, é importante ressaltar que estamos falando de turismo religioso. Portanto, se você não se interessa por religião, não há muito o que fazer por lá. O mesmo se você for daquele tipo de Evangélico que rechaça a Igreja Católica e seus santos: esqueça, não é um lugar para você.

Mas se você for uma pessoa espiritualizada, independente de religião, que respeita lugares sagrados e adora sentir a paz que eles trazem ao coração, talvez seja a sua oportunidade para conhecer Aparecida. 

O taxista nos cobrou R$ 250,00 para nos levar de Campos do Jordão até lá, esperar, e nos trazer de volta. Fora de cogitação para o meu bolso. Fomos de ônibus: 1h30 até Taubaté e depois mais 40min até Aparecida. Gastamos aproximadamente R$ 100 somando todas as passagens, para duas pessoas. Coloca aí a viagem de ônibus na cota do "sacrifício" religioso ;) A empresa que faz essa rota é a Pássaro Marrom. Observação: de carro, a viagem de Campos do Jordão a Aparecida dura por volta de 1h30min.

A cidadezinha no interior de São Paulo tem literalmente cara de uma cidadezinha do interior de São Paulo. Mas logo na entrada já vemos a oponente Basílica de Nossa Senhora Aparecida. 

Dicas:

1. Indo de ônibus, peça ao motorista para descer logo na entrada da cidade, porque a caminhada da rodoviária até a Basílica é de uns 20 a 30 minutos. A opção? Taxi tabelado. Mas não deixe de fazer essa caminhada na volta e "sentir" a cidade, visitar as lojinhas, ver a primeira Igreja erguida para a Santa Padroeira do Brasil. A vista da Basílica ao pôr-do-sol pela passarela é deslumbrante. 


2. Se quiser passear no teleférico que "sobrevoa" a cidade - o que parece muito legal - chegue mais cedo e o faça antes de ir para a Basílica. Motivo: a atração fecha às 17h30.

3. Chegue no mínimo 20 minutos antes do horário da missa, se quiser assistir à missa sentado.


4. Você já deve ter lido na internet que as lojinhas fora da Basílica são muito mais baratas - e isso é verdade! Elas também oferecem muita variedade em imagens, medalhas e outros tipos de souvenirs. Mas, na minha opinião, não dá para comparar a qualidade dos produtos. Eu fiquei muito desapontada porque deixei de comprar a "imagem-perfeita-para-mim" de Nossa Senhora Aparecida, porque apostei que encontraria similar lá fora, mais barata. Só que não. A que eu comprei também era bonita (encontrada depois de olhar umas 500), mas se o cansaço e o horário do ônibus me permitissem, eu voltaria todo o trajeto para comprar a outra imagem, mesmo que pelo dobro do preço. Já o meu marido achou que era tudo muito similar à loja da Basílica, então, essa avaliação depende de pessoa para pessoa. 

5. Saiba que existe na Basílica uma "Sala das Promessas", onde as pessoas deixam fotos e objetos que remetem à graça recebida. Vestidos de casamento, réplicas de carros, camisas de esportistas, discos de artistas e fotos de filhos são alguns exemplos do que encontramos por lá. A sala é gigantesca e é impossível contar (ou até mesmo ver) todos os seus itens! Então, querendo fazer ou pagar uma promessa, não esqueça de carregar consigo o objeto que gostaria de deixar por lá.

6. Esteja na Basílica às 18h, hora da Ave Maria, e sinta na sua pele a vibração do som dos sinos badalando. É lindo! #lagriminhas

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Próximo
« Anterior

Comentários dos leitores e leitoras são muito bem-vindos, pois enriquecem o blog com diferentes pontos de vista e relatos de experiências.
Mas estejam atentos às regras básicas de ética e boa convivência. Comentários em desacordo com elas ou que fujam ao tema do post poderão não ser aceitos. EmoticonEmoticon