Campos do Jordão: 5 coisas para saber antes de viajar 

Foi-se o tempo em que dependíamos apenas de guias de viagem - e suas sugestões patrocinadas - para planejar uma viagem. Hoje a internet nos oferece um rico conteúdo de experiências reais, compartilhadas pelos próprios viajantes. Apesar disso, nem sempre nossas pesquisas são suficientes. Compartilho com vocês neste artigo cinco coisas sobre Campos do Jordão que eu gostaria de ter sabido antes de embarcar para lá. Observação: informações referentes à alta temporada, que acontece entre julho e agosto.


1. Meios de transporte

Em Campos do Jordão, não tem Uber, nem Cabify, nem 99 Taxi etc. Os hotéis em geral não oferecem transfer, nem mesmo pago. Ao descer na rodoviária, você se sente de volta ao passado [que exagerada!], precisando achar número de tele-táxi para ligar. 

A cidade não tem uma boa infraestrutura de transporte público, o que nos deixa reféns dos táxis - e sua odiosa bandeira 2 à noite e finais de semana.

Alugar um carro seria melhor? Não tenho certeza. Durante a semana, até que o trânsito é mais tranquilo. No final de semana, há engarrafamentos e é difícil encontrar vaga para estacionar. Fora que o friozinho de Campos do Jordão combina com vinho e você não vai querer dirigir depois de beber, não é mesmo?

Se sua resposta à pergunta acima for sim, duas informações relevantes:
- Na temporada, tem uma dupla de policial a cada esquina - e sim, com blitz de bafômetro. 
- Na nossa última noite, vimos um carro que acabara de cair no trilho do trem - motorista embreagado, imagino. 

Outra questão que desabonaria o aluguel de um carro, na minha opinião: a viagem de volta para São Paulo. Era para ser de 3 horas, mas durou 5 devido ao engarrafamento. Particularmente, prefiro estar no ônibus dormindo ou fazendo qualquer outra coisa do que dirigindo num trânsito como aquele.

Dica: voltar ao final do dia de domingo não é uma boa ideia, justamente pelo engarrafamento da volta à São Paulo. 

Para quem não se importa em caminhar, os pés parecem ser a melhor opção de deslocamento dentro de Campos do Jordão. ;)

2. Escolhendo o que fazer

Campos têm muitas opções de turismo e lazer. Não adianta querer fazer tudo de uma só vez. Escolha o que combina mais com seu perfil. 

"O que você gostaria de dizer para os leitores que estão planejando uma viagem para Campos do Jordão?" 

Resposta do marido: "Aproveite o centro (Vila Capivari), o clima, o movimento, a comida, a cerveja, o vinho... Não queira fazer muitas coisas, simplesmente aproveite."


3. Reservas antecipadas

Você precisa fazer algumas reservas com alguma antecedência, de preferência antes mesmo de viajar. 

Com base nas dicas da internet, fizemos todo um planejamento de onde ir e quando, só não contamos que muitas coisas estariam lotadas. Confira as principais: 

A) Baden Baden Tour

Estávamos empolgadíssimos para conhecer como a cerveja é feita, fazer degustação e outras coisas que a tour pela fábrica da Baden Baden oferece. 

Ficamos 6 dias na cidade e não conseguimos fazê-la. Nos quatro primeiros dias, durante a semana, o telefone - única opção de marcação - ou dava ocupado, ou ninguém atendia, ou dizia que o telefone não estava funcionando. Quando finalmente alguém me atendeu, já não havia mais vagas para os próximos dias e tinha uma lista de espera de 86 pessoas - sendo que a tour acontece em grupos de 30. 

Mesmo assim resolvemos arriscar, porque quando as pessoas que reservaram não aparecem, são substituídas por quem está na lista de espera. Esperamos por três horas no local e desistimos. Saímos de lá muito frustrados - e ainda tinham 30 pessoas na nossa frente esperando para serem encaixadas no caso de desistência.

Pelo menos, deu para aproveitar a lojinha.

Dica: agende sua tour, no mínimo, uma semana antes. Se tiver dificuldades com o agendamento pelo telefone, vá ao local e agende pessoalmente. A tour custa R$ 30,00 e dá direito a degustação de três cervejas, e o visitante leva uma taça para casa de brinde. 

B) Passeio de trem em Campos do Jordão

Existem várias opções de passeio de trem, sendo que as mais famosas são o trem urbano, que tem formato de bonde, e, como o nome sugere, fica dentro da cidade, e o Trem do Mirante - que dizem que é um passeio lindo! Ambos saem da estação Emílio Ribas, na Vila Capivari. Mais informações aqui.

O passeio do trem-bonde é mais fácil de conseguir lugar - mesmo assim só foi possível comprar passagem para o dia seguinte. Não acho que valha a pena para quem não está com criança. O trenzinho em formato de bonde sai da Vila Capivari, vai até o portal de entrada da cidade, e volta. A gente nem desce para tirar fotos. Sinceramente, é muito mais interessante estar do lado de fora e tirar fotos nos trilhos e do trem passando do que ser passageiro. Pelo menos, não é um passeio caro (R$ 15,00). [Eu pedi para descer na estação do portal de entrada da cidade e ficamos por lá mesmo, sendo avisados pelo motorista de que perderíamos a passagem de volta].

Já o passeio do trem do mirante é bem concorrido. Precisa ser marcado com, no mínimo, 10 dias de antecedência. Não conseguimos fazê-lo por esse motivo. Pesquisando posteriormente, descobri que você pode comprar o ingresso antecipadamente pela Central de Reservas da Estrada de Ferro, por meio do telefone (12) 3644-7409 ou email central.reserva@efcj.sp.gov.br, mediante depósito bancário. 

Teleférico - passeio que vale a pena
(apesar do meu medo de altura)



C) Reservas em restaurantes

Alguns restaurantes só aceitam clientes com reserva. Fique esperto se é o caso do restaurante que você escolheu. 

Minha sugestão: veja se seu hotel oferece serviço de concergie e pode reservar restaurantes/comprar os ingressos para você. O primeiro hotel que ficamos oferecia esse serviço, mas nós, acostumados em fazer tudo por nós mesmos, nem aproveitamos - e no final nos demos mal. O passeio de trem é, por exemplo, uma das compras que dizem que os hoteis estão acostumados a fazer.


Restaurante Pousada Alto da Boa Vista
Apenas com reserva antecipada



4. Algumas coisas interessantes de contar:

A) Café-da-manhã

Uma coisa que amei em Campos do Jordão foram os cafés-da-manhã dos hoteis abertos até mais tarde. Num dos hotéis o horário do café ia até 11h e no outro até 12h. Aprovado!

B) Como economizar no valor das diárias em Campos do Jordão

Por que eu fiquei em dois hoteis diferentes? Elementar, meu caro Watson. Campos do Jordão é turismo para a elite, tudo é caro. Eu queria ficar num hotel no centrinho, para poder me deslocar com mais facilidade - não conhecia a cidade. E, sendo lua-de-mel, queria ficar num hotel bacana. O único detalhe: não sou elite, nem bacana hehe. 

A diária dos hotéis durante a semana é mais barata que nos finais de semana. Como chegamos numa terça-feira, ficamos as duas primeiras diárias no hotel que eu queria no centro, cinco estrelas, vida bem boa. Depois reservamos as outras três diárias num hotel um pouco mais afastado. Aí, já sabíamos como nos virar na cidade. Com isso, economizamos R$ 1.800,00. 

A única coisa que a pousada deixou a desejar em relação ao hotel 5 estrelas foi o aquecimento central.  

C) Informações turísticas

Os muitos policiais que encontramos pelas ruas não sabem dar informações, simplesmente porque eles não são da cidade - foram destacados para lá para o período de alta temporada. Não perca seu tempo perguntado. :D

D) Patinação no Gelo

O Google não mostra o rinque de patinação no gelo mais próximo ao centro. Ele fica num shopping chamado Boulevard Genève, que só abre no período de alta temporada. R$ 80,00 a hora (caro, mas vale a pena para quem curte). Fica a dica! 

O rinque The Ice fica localizado no shopping sazonal Boulevard Campos (prédio do antigo Market Plaza). A pista é muito bem localizada ficando a menos de 500 metros do centrinho turístico da Vila Capivari e tem 400 m². Mais informações: http://www.boulevardgeneve.com.br/

E) Não confie no Google Maps!

O Google Maps não é muito confiável em Campos do Jordão. Tenho a tese ridícula de que gente rica não fica andando na rua com Google Maps. Então os locais não estão bem marcados no mapa - isso deve ser coisa de classe média ;)

Exemplo: pegamos bicicletas emprestadas no primeiro hotel e queríamos ir ao portal de entrada da cidade para tirar fotos. O resultado foi que o Google nos mandou para o lado totalmente oposto. Foram 5 horas de pedaladas, passando por lugares muito legais, mas nada de foto no Portal. 

F) Festival de Inverno

Em julho, acontece o Festival de Inverno de Campos do Jordão. Fique ligado nas diversas atrações. Não nos programamos, porque achei que seria que nem Gramado: você está andando pela rua e, de repente, tropeça numa apresentação musical. Não foi o caso. Nosso saldo de atrações do Festival de Inverno assistidas: zero. 

G) Roupas de inverno em conta

As coisas no coração da Vila Capivari são caras, mas uns passinhos adiante, por exemplo, ao lado do Teleférico, tem umas lojinhas baratas de roupas de lã, luvas, gorros etc. Os modelos são bem bacaninhas. Sobre a qualidade, só poderei testemunhar daqui a algum tempo - se vão durar ou não

5. Vale muito a pena:

A) Amantikir - "Jardins que falam" 

Vinte e seis lindos jardins para visitação.
O taxista nos disse que as pessoas ficam em média 1h30 por lá. Nós ficamos 3 horas e ainda não conseguimos ver tudo. Recomendado para quem gosta de andar e de ver coisas bonitas que dão alegria ao coração.  E fotos, claro.
É longinho da cidade, mas vale muito a pena.  Mais informações: http://www.parqueamantikir.com.br/











B) Arte da Pizza

Um conjunto de coisas fazem o jantar nesse restaurante uma experiência incrível! Para começar, ele fica no Grande Hotel Campos do Jordão - um hotel escola do Senac. Isso faz do atendimento fantástico (estão sendo bem treinados e avaliados por isso).

A pizza é preparada na nossa frente e assada no forno de pedra ao nosso lado. O ambiente é elegante e agradável.

Mas é a proposta do restaurante que o torna inesquecível. Envolve coisas como comer a pizza com as mãos e mastigá-la junto com o vinho para entender a harmonização. 

6. Bônus: Aparecida - SP

Reservamos um dia de nossa viagem a Campos do Jordão para conhecer Aparecida. Confira aqui: Dicas de viagem: um dia de fé em Aparecida - SP





Hoteis em que ficamos hospedados em Campos do Jordão:
  • Hotel Frontenac


  • Pousada Mar Deny 


Taxista que nos atendeu em Campos do Jordão: 

  • Paulo Roberto (12) 9978-9498



Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Último

Comentários dos leitores e leitoras são muito bem-vindos, pois enriquecem o blog com diferentes pontos de vista e relatos de experiências.
Mas estejam atentos às regras básicas de ética e boa convivência. Comentários em desacordo com elas ou que fujam ao tema do post poderão não ser aceitos. EmoticonEmoticon