O perigo da olhadinha no celular enquanto dirige

Os smartphones hoje em dia são praticamente uma extensão do nosso corpo. Temos tanta intimidade com o bichinho, que achamos que é inofensivo dar uma olhadela no Whatsapp ou Facebook enquanto dirigimos. 


Mas isso é, infelizmente, a maior causa de mortes de jovens no trânsito hoje no Brasil e no mundo. Nos "inofensivos" 2 segundos que você leva para atender o celular, o carro percorre 34 metros. Em 34 metros, você pode bater num muro, no carro da frente que parou repentinamente ou atropelar uma criança. A gente acha que não, mas ao dar uma olhadinha naquela mensagem que chegou, 37% da sua atenção é deslocada de onde deveria estar: na direção.

Eu posso compartilhar uma história com vocês. Estava saindo uma noite de casa e resolvi mandar uma mensagem para a pessoa que eu encontraria, digitando apenas: "A caminho", com o carro bem devagarinho. De repente, meu carro estava caído num pequeno barranco e batido na cerca. Como isso aconteceu? Não faço ideia, juro! Na minha percepção, ainda faltavam vários metros para aquela cerca. Olha que sou uma boa motorista e que tenho domínio desse celular, estou nele o tempo todo (como reclama minha filha).
Encarei como aviso, pois poderia ter acontecido algo muito pior, e eu nem sei como. 

E você? Também acha que dá conta, como eu achava? Tenha certeza que todo o resto pode esperar: você não precisa nem ver, nem responder naquele momento. Assista o vídeo abaixo produzido pelo Ministério das Cidades, reflita e tire de vez esse comportamento de alto risco de sua vidas.