Gerenciando tempo e esforço com foco no essencial

Nos momentos de dificuldade, quando estamos imersos em problemas, às vezes tendemos a esquecer o que é essencial. O texto a seguir, de autoria do escritor e político angolano Mário Pinto de Andrade, nos faz recordar em que devemos (ou não devemos) investir cada minuto de nosso tempo e de nossas forças.  Para apreciar e refletir!


Foto: cc Mário Tomé


Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral.
As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!

Mário Pinto de Andrade
Escritor e político angolano (1928-1990)

Como limpar sofá e estofado de carro

Nada como a sensação de pegar o carro depois de deixá-lo para uma limpeza no estofado, né? Mas se você não tem condições de fazer isso frequentemente, pode tentar a alternativa faça-você-mesmo abaixo:

Ingredientes:
Você vai precisar de...

1 litro de água
1/2 copo de vinagre de álcool
1 colher de sopa de bicarbonato de sódio
1/4 copo de álcool
1 colher de sopa de amaciante de roupa (pode ser substituído por gotinhas de essência aromatizante)

Dica: como o vinagre e o bicarbonato efervecem usados juntos, procure fazer a mistura num recipiente grande para depois colocar no frasco menor e na seguinte ordem:

1 - água
2 - álcool
3 - bicarbonato
4 - vinagre
5 - amaciante

Modo de usar:
Borrife sobre qualquer tecido: estofado do carro, sofás, almofadas, cortinas, travesseiros, cobertores, roupas, camas de cachorro etc. Além de tirar maus cheiros, deixa tudo perfumado!

Se estiver muito sujo, use um pano limpo (que não solte fiapos) ou uma escova macia para esfregar.

Para quem tem criança pequena que come no carro e quem pega estrada de terra (ambos o meu caso), essa dica é o must! Experimentei hoje e o resultado foi excelente. Aprovado!

Fonte: minha mãe ;)

Receita fácil de rapadura de leite condensado

Essa receita rápida, prática e barata de rapadura de leite condensado é ideal para aquelas ocasiões em que você precisa levar um prato de doce para festas juninas ou para festas na escola das crianças. A garotada adora!  


Ingredientes 

Você vai precisar de:
  • Leite condensado ==>> 1 lata
  • Açúcar refinado  ==>> 2 medidas da lata [de leite condensado] 

Modo de preparo


1. Misture os ingredientes numa panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre com a colher de pau até desgrudar do fundo - tipo ponto de brigadeiro. Dica: Não tenha preguiça de mexer beeem essa colher, o mais rápido que puder, senão vai queimar (e não esqueça os lados da panela!). Não faz mal uns pedacinhos que ficarão mais escuros, tipo doce de leite, é assim mesmo (veja na foto). Só não pode queimar, pois altera o sabor. 
2. Coloque numa assadeira (ou tigela) untada com margarina. 
3. Espere endurecer um pouco e corte ainda quente. 
4. Desenforme depois de frio, soltando uma a uma com uma faca ou espátula.  

Pronto! 

Dica valiosa: fica fácil de lavar a panela e a colher se você deixá-las de molho na água de um dia para o outro. ;) 





Quem acompanha mais de perto a minha dieta, sabe que comer essa rapadura está totalmente fora de cogitação para mim. Vocês viram que fazer é fácil. Difícil é só resistir...