Pular para o conteúdo principal

Projeto de sustentabilidade: conheça o Común Tierra

Na semana passada, compartilhei com vocês um exemplo de ação solidária de sucesso realizada na empresa em que trabalho, da qual participei ativamente, sendo inclusive coroada "princesa". Como eu disse no post, acredito que as pessoas, agindo individual e coletivamente, podem mudar muitas coisas que precisam ser mudadas. Hoje na seção Mulheres de Verdade, apresentarei a vocês a história de uma dessas pessoas que fazem a diferença.

Leticia Rigatti - que tenho orgulho de dizer que é minha prima - está rodando a América Latina com seu companheiro Ryan Luckey num motor home. Eles visitam comunidades sustentáveis e documentam suas ideias, técnicas e ferramentas com enfoque sustentável que podem ser multiplicadas ao redor do mundo. Conheçam a Leticia e esse projeto muito legal que é o Común Tierra.

Leticia Rigatti, do projeto Común Tierra

Quem é a Leticia?


Gaúcha de Porto Alegre, formada  em comunicação pela UFRGS e mestra pela Universidade de Barcelona. Tem larga experiência na área de comunicação social e pratica artes visuais.

Ao longo dos últimos 5 anos tem vivido em diferentes países da Europa, América do Norte e Sul, estudando áreas do conhecimento humano e aprendendo sobre distintas culturas e estilos de vida. Nessas viagens reuniu diversas perspectivas sobre estilos de vida alternativos e holísticos e um grande interesse pelas questões de sustentabilidade. Por isso, seu trabalho atual busca integrar o conhecimento em comunicação social e artes visuais com suas experiências de vida e divulgar projetos sustentáveis através do Projeto Común Tierra, que documenta ecovilas na America Latina.



O projeto Común Tierra


O Común Tierra é uma pesquisa sobre comunidades sustentáveis na América Latina (do México até o Brasil), iniciada em maio de 2010. Durante o percurso de 3 anos, Letícia Rigatti e Ryan Luckey estarão visitando comunidades sustentáveis, ecovilas e centros de permacultura documentando suas idéias, técnicas e ferramentas com enfoque sustentável que podem ser multiplicadas ao redor do mundo. 

Toda a informação está compartilhada através do site: www.comuntierra.org em três idiomas.  

O site tem como ferramenta um mapa de projetos sustentáveis na America Latina além de conteúdos sobre sustentabilidade incluindo fotos e vídeos educativos que são feitos em cada projeto.

O Projeto também realiza ações demonstrativas de eco técnicas, workshops educativos e troca de sementes orgânicas.

Leticia, junto com Ryan Luckey é idealizadora e fundadora do projeto. Todas as visitas, documentação de vídeos, contatos e workshops são realizados pela dupla.




O recado de Leticia para mulheres [e homens] de verdade


Todos nós temos o poder de ser a mudança que queremos ver no mundo.
Existem muitos desafios no mundo em que vivemos e se buscamos deixar um mundo melhor para as próximas gerações não adianta esperar que alguém faça isso pra gente ou colocar a culpa nas estruturas existentes. A vida que temos é agora, e a chance de mudar está nas nossas atitudes de evoluirmos em espírito e realizar ações mais sustentáveis.

Gostou? Quer participar?


Existem muitas formas de envolver-se no Común Tierra
  • utilizando os conteúdos, que estão todos disponíveis gratuitamente no site, aplicando-os em suas vidas e divulgando para amigos;
  • fazendo doações para permitir que eles sigam essa caminhada (podem ser realizadas por meio do site). O projeto é educativo e social ambiental, portanto todas as doações são utilizada somente para financiar os custos do projeto, não envolvendo nenhum tipo de fim lucrativo.

Não deixe de assistir abaixo o vídeo de um ano do projeto. Além de muito bem produzido e de trazer belíssimas imagens, o vídeo desvela realidades desconhecidas para muitos de nós. Particularmente, fiquei tocada ao ver que existem muitas pessoas vivendo um estilo de vida diferenciado, preocupadas com questões que muitas vezes deixamos de lado no ritmo frenético de nosso way of life capitalista.









Común Tierra no Facebook!




Você também pode gostar de:

Conheça outras Mulheres de Verdade:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Medo de barata - transtorno sexual ou alergia?

Ver uma pessoa gritando diante de um inseto de cinco centímetros que não morde nem ataca seres humanos pode parecer irracional. O que muitos não sabem é que existem teorias que explicam o medo de barata, que acomete principalmente mulheres (mas também alguns homens).


O medoDe modo geral, ter medo é natural e até uma questão de sobrevivência. Por exemplo, o medo que nos leva a dirigir com as janelas do carro fechadas e a estarmos atentos à nossa volta ao pararmos na sinaleira pode evitar que sejamos pegos desprevenidos por um assaltante. No entanto, alguns medos podem prejudicar-nos em muitos aspectos de nossas vidas, como aqueles que se transformam em fobias.


Este post sobre o medo de barata é o primeiro de uma série de três. Na sequência dele, falaremos ainda sobre o enfrentamento de medos, como o medo de voar de avião e o medo de fazer exame de sangue. Compartilharemos também algumas dicas para perder o medo, que podem servir para qualquer tipo deles.

Medo de barata
Confesso a vocês qu…

A difícil tarefa de educar uma criança

Antes de eu ser mãe, as pessoas costumavam invalidar minhas opiniões sobre a educação de crianças - mesmo eu sendo pedagoga, ou seja, formada em Educação. Isso não valia para elas, pois teoria é teoria e prática é prática. Também não era válido o meu longo histórico de ótimo relacionamento com crianças, porque cuidar dos filhos dos outros não é educar. 

Pois bem, em parte elas tinham razão: "quem fala de sangue, e não está sangrando, é um impostor", já dizia Fernando Sabino. Em partes. Porque, agora que eu sou mãe, não só acredito nas mesmas coisas como também vejo-as reforçadas na prática. O que quer dizer que, mesmo não tendo passado pela experiência da maternidade anteriormente, as minhas vivências, a minha sensibilidade e o meu estudo tornaram-me apta para formar algumas ideias sobre o assunto. 
Se eu sei tudo sobre como educar uma criança? Se eu faço tudo certinho como mãe? Obviamente que não. Mas, como a maior parte das mães, eu tenho sempre a melhor das intenções. ;)

Encantos e perigos de um homem histérico

Eros quando solteiro foge diante de um possível relacionamento profundo. Mas gosta de manter uma mulher apaixonada sem assumi-la (pela necessidade da certeza de ser amado). Eros histérico continua freneticamente seu jogo de sedução, porém, finalizada a sedução ele não sabe mais o que fazer, ali entra em territórios desconhecidos. Evita um vínculo mais sólido porque seria deparar-se com a sua impotência diante de algo ou de uma situação e dessa forma fica evidenciado aquilo que poderia ter sido e não foi: o verdadeiro homem.
Toda mulher com uma relativa experiência afetiva é capaz de reconhecer perfis de homens com os quais se deve estar alerta. É quase como se uma luz piscasse com o texto: "Perigo! Mantenha distância".  Apesar disso, não raro envolvem-se com eles mesmo assim e saem chorando no final.
Dentre esses perfis evitáveis que simplesmente não conseguimos evitar, está o que a Senhorita Patinete chama de  Heros histérico. Hoje entenderemos melhor como funciona esse tal…