A coragem de fazer escolhas

"Crescer é ter de fazer escolhas, sendo que nenhuma das duas coisas a escolher deixará você plenamente feliz”. Ouvi esta frase certa vez num filme da sessão da tarde, e ela fez tanto sentido que ficou gravada.

É assim que as pessoas escolhem, por exemplo, permanecerem casadas ou se separarem. Na verdade, ganha-se e perde-se com qualquer uma das escolhas. Portanto, a melhor forma de decidir é colocando ganhos e perdas na balança para verificar para que lado ela pende (minha mãe me ensinou isso).

Separação
Teatro para Alguém - Flickr CC

O problema é quando as pessoas nem percebem que estão fazendo escolhas. Levam a vida num pretenso determinismo, como se não houvesse alternativa, como se sua influência no rumo das coisas fosse reduzida. E não é. 

A questão é que fazer escolhas implica em ter coragem. E isso nem sempre as pessoas têm (ou querem ter). Para falar sobre coragem, volto à filosofia dos filmes, desta vez ao longa Ilha da Imaginação, que minha filha assistia hoje mais cedo:

Coragem é uma coisa que a gente tem que estar sempre aprendendo e reaprendendo a vida toda. Ela não está em você, está em cada escolha que você faz, a cada dia.

Profundo e verdadeiro, não?

Pra ser feliz, é preciso muita coragem. E, como muitos de vocês sabem, esta foi a minha escolha. Na prática, para concretizá-la, tomo decisões que fazem com que as pessoas me achem corajosa (às vezes, meio louca). Mas, na verdade, eu não sou (nem uma coisa nem outra) – como diz a citação acima, a coragem não está em mim, mas eu a busco em cada passo.

Se eu precisasse escolher hoje apenas uma coisa que eu gostaria que minha filha tomasse como exemplo na mãe seria esta: coragem de ser feliz. Sabendo que será preciso quebrar alguns ovos e encarando isso de cabeça erguida.

Como diz uma frase que eu adorava repetir quando criança: “a coragem é o cúmulo do medo”. Pode ser. No meu caso, é possível que seja o cúmulo do medo de levar uma vida medíocre, sem cor e sem luz.


vida_plena
vana_gwen - Flickr CC


O amor é a vida acontecendo no momento:
sem passado, sem futuro, presente puro,
eternidade numa bolha de sabão...
Ruben Alves


Você também pode gostar de:

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

Próximo
« Anterior

4 comentários

Write comentários
5 de junho de 2011 21:44 delete

Olá Ana,

Aprendi a tomar decisões e fazer escolhas já um pouco tarde (depois da adolescência). Acertei a maioria e errei algumas. Nunca me arrependi, principalmente na profissão, no casamento e na paternidade. Toda moeda tem dois lados e as escolhas também. Certo estou também na escolha na leitura desse artigo.

Abraço

Reply
avatar
6 de junho de 2011 19:13 delete

Que profundo seu texto. Embora curto em tamanho, você trata de uma questão que permeia a minha vida. Fazer escolhas... Me fez pensar bastante nisso.
Obrigado, mais uma vez por trazer à tona algo tão importante pra construção da felicidade diária de cada um de nós.

Reply
avatar
Anônimo
31 de agosto de 2011 20:11 delete

olá Ana
Eu busquei uma mensagem de ter coragem para tomar decisões, e encontrei este, achei muito sábio, me ajudou bastante.Parabéns! Agradeço. Grande abraço.

DT

Reply
avatar
Anônimo
30 de janeiro de 2012 18:39 delete

Gostei muito da mensagem. Estou em um momento que a coragem para mudar é minha única chance de dar uma guinada na minha vida. Nos acomodamos, nos acostumamos com tudo e, sem perceber estamos literalmente PARADOS NO TEMPO... NÓS SOMOS RESPONSÁVEIS PELA NOSSA FELICIDADE!!! Parece piegas, mas há muito tempo me esqueci de cuidar de mim!!! E ENTÃO CRIEI CORAGEM E DECIDI!!! O PROMEIRO OPASSO FOI DADO, OS OUTROS TENHO CERTEZA QUE VIRÃO NA HORA CERTA! POIS DEUS ESTÁ AO MEU LADO!!NÃO ESTOU SÓ Obrigada! muito sucesso para vc! Paty

Reply
avatar

Comentários dos leitores e leitoras são muito bem-vindos, pois enriquecem o blog com diferentes pontos de vista e relatos de experiências.
Mas estejam atentos às regras básicas de ética e boa convivência. Comentários em desacordo com elas ou que fujam ao tema do post poderão não ser aceitos. EmoticonEmoticon