Pular para o conteúdo principal

Comentários - a alma do blog

Chegamos a mais um tema do Desafio das listas: falar sobre os comentários mais memoráveis já recebidos no blog. Como vocês sabem, estou trazendo para esse desafio minha experiência no blog Animando-C, uma vez que o Apenas Mulheres de Verdade ainda engatinha com seus dois meses de existência.    

Sabrina Eras - Flickr CC

Eu A-D-O-R-O receber comentários. Imagino que todo blogueiro de verdade sinta o mesmo, pois é um momento de feedback e interação com os leitores, que são o motivo de existência dos blogs. Não escrevo pra mim, escrevo pra vocês, portanto, adoro quando vocês escrevem de volta. A poesia de Edgard Rufatto Junior, meu super chefe no trabalho, reflete bem essa ânsia por ser lido e correspondido:

O poeta inspirado
O poeta inspirado
Espera-se esperado
Para poder ser lido
Desesperado por ser correspondido
(pelo leitor, ou pela amada)
Escreve alucinado
Palavras no papel-nada
O verso, por trás da vida.
Então vide o verso e veja a vida
Que eu, ouvido ou morto,
Estarei ali contido
E terei ali contado
O que o poeta inspirado
Ouviu e viu pela vida
[Poesia originalmente compartilhada no Animando-CUm pouco de poesia]


Preciso dizer que meus leitores têm o dom de me emocionar. Talvez pelo fato de estarmos tratando de um assunto de saúde muito delicado, mas também porque eles trazem uma sensibilidade e carinho em suas palavras, que muitas vezes chego às lágrimas lendo seus comentários. Isso aconteceu repetidas vezes nesses meus dois anos de blogueira. E mostra que tudo faz sentido, que todo o trabalho vale a pena.

[Informação de bastidores: cada pessoa que comenta no blog ganha minha oração. Fico na torcida e adoro quando voltam dando notícias!]

Felizmente, meus leitores gostam bastante de comentar: o Animando-C tem 980 comentários em 176 artigos escritos. Isso não é maravilhoso? São muitos os comentários que marcaram, mas quero destacar quatro:

  • Os comentários da Inês, de Portugal, que chegou apelidando-se de Pipoca. Ela compartilhou conosco várias etapas de seu tratamento com uma droga experimental. Isso trouxe tanta esperança que até hoje de vez em quando alguém me pergunta sobre ela (que nunca mais deu notícias).
  • Outro que marcou foi o da Jane, brasileira que reside na Noruega - um dos primeiros comentários a me mostrarem a importância do que eu estava fazendo e, também, a responsabilidade:
Quando vi você, tão jovem, bonita, mãe e tão corajosa, senti uma inveja BOA...rsrsrs... Queria muito deixar os meus medos de lado e voltar a ter uma vida com a minha família, como era até julho de 2005, cheia de planos. A idade está chegando e os sonhos estão ficando para trás. Por mais que marido me apoie, sempre carinhoso e otimista, sinto que ele está no limite. Quando encontro pessoas como você reacende em mim a esperança de que tudo pode voltar ao normal.

HEPATITE C
Chega de mansinho
Ninguém sente, ninguém vê
É um bichinho que contamina o sangue
É o vírus da HEPATITE C

Médico, músico ou pedagoga
Ele não escolhe profissões
Por isso, contaminados
Já são 04 milhões

Com drogas, tatuagem ou manicure
O cuidado tem que ser redobrado
Porque se vacilar
Pode ser mais um contaminado

Minha vizinha, minha esposa
Até a minha mãe pode ter
Mas só com o exame certo
Dá pra gente saber

Marias, Josés ou Anas
Vamos todos quebrar preconceitos
Lutar pela nossa saúde
Lutar pelos nossos direitos

A hepatite c pode dar até um poema, mas pro nosso fígado só dá problema!!

Aqui no Apenas Mulheres de Verdade também já recebi muitos comentários legais. Destaco o primeiro comentário do blog, da Natanna, cuja história virou post por aqui depois: A história de Natanna.

Agradeço os comentários de vocês, leitoras e leitores, que ajudam a dar vida ao blog e a me inspirar a continuar. Sem vocês, nenhum dos meus blogs fariam qualquer sentido. Continuem comentando sempre! A casa agradece.

Comentários

  1. Olá Ana,

    Confesso que, no artigo de hoje no meu blog.. teu comentário emocionou-me vivamente..

    Pois isto comparei o comentário como o sangue do blog, por ali ele estará vivo ou morto...

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá querida, é a minha primeira vez em seu cantinho. Saiba que amei tudo que li por aqui :)

    estou te seguindo, um beijo!


    se puder retribuir, tá ai

    www.medicinepractises.blogspot.com


    kisu


    Nah

    ResponderExcluir
  3. Na maioria das vezes, as inspirações que tenho, partem dos comentários - tenho escrito na sidebar do blogue: Eu serei o corpo e vocês a alma deste blogue - os comentários são a alma do blogue, certamente ;) Mas se tivesse que escolher os mais lembrados... lembraria mais das pessoas, da essência, do perfume que deixaram em meu bloguinho. Beijus,

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários dos leitores e leitoras são muito bem-vindos, pois enriquecem o blog com diferentes pontos de vista e relatos de experiências.
Mas estejam atentos às regras básicas de ética e boa convivência. Comentários em desacordo com elas ou que fujam ao tema do post poderão não ser aceitos.

Postagens mais visitadas deste blog

Medo de barata - transtorno sexual ou alergia?

Ver uma pessoa gritando diante de um inseto de cinco centímetros que não morde nem ataca seres humanos pode parecer irracional. O que muitos não sabem é que existem teorias que explicam o medo de barata, que acomete principalmente mulheres (mas também alguns homens).


O medoDe modo geral, ter medo é natural e até uma questão de sobrevivência. Por exemplo, o medo que nos leva a dirigir com as janelas do carro fechadas e a estarmos atentos à nossa volta ao pararmos na sinaleira pode evitar que sejamos pegos desprevenidos por um assaltante. No entanto, alguns medos podem prejudicar-nos em muitos aspectos de nossas vidas, como aqueles que se transformam em fobias.


Este post sobre o medo de barata é o primeiro de uma série de três. Na sequência dele, falaremos ainda sobre o enfrentamento de medos, como o medo de voar de avião e o medo de fazer exame de sangue. Compartilharemos também algumas dicas para perder o medo, que podem servir para qualquer tipo deles.

Medo de barata
Confesso a vocês qu…

A difícil tarefa de educar uma criança

Antes de eu ser mãe, as pessoas costumavam invalidar minhas opiniões sobre a educação de crianças - mesmo eu sendo pedagoga, ou seja, formada em Educação. Isso não valia para elas, pois teoria é teoria e prática é prática. Também não era válido o meu longo histórico de ótimo relacionamento com crianças, porque cuidar dos filhos dos outros não é educar. 

Pois bem, em parte elas tinham razão: "quem fala de sangue, e não está sangrando, é um impostor", já dizia Fernando Sabino. Em partes. Porque, agora que eu sou mãe, não só acredito nas mesmas coisas como também vejo-as reforçadas na prática. O que quer dizer que, mesmo não tendo passado pela experiência da maternidade anteriormente, as minhas vivências, a minha sensibilidade e o meu estudo tornaram-me apta para formar algumas ideias sobre o assunto. 
Se eu sei tudo sobre como educar uma criança? Se eu faço tudo certinho como mãe? Obviamente que não. Mas, como a maior parte das mães, eu tenho sempre a melhor das intenções. ;)

Encantos e perigos de um homem histérico

Eros quando solteiro foge diante de um possível relacionamento profundo. Mas gosta de manter uma mulher apaixonada sem assumi-la (pela necessidade da certeza de ser amado). Eros histérico continua freneticamente seu jogo de sedução, porém, finalizada a sedução ele não sabe mais o que fazer, ali entra em territórios desconhecidos. Evita um vínculo mais sólido porque seria deparar-se com a sua impotência diante de algo ou de uma situação e dessa forma fica evidenciado aquilo que poderia ter sido e não foi: o verdadeiro homem.
Toda mulher com uma relativa experiência afetiva é capaz de reconhecer perfis de homens com os quais se deve estar alerta. É quase como se uma luz piscasse com o texto: "Perigo! Mantenha distância".  Apesar disso, não raro envolvem-se com eles mesmo assim e saem chorando no final.
Dentre esses perfis evitáveis que simplesmente não conseguimos evitar, está o que a Senhorita Patinete chama de  Heros histérico. Hoje entenderemos melhor como funciona esse tal…